As cores sempre tiveram uma forte representatividade em nossas vidas. Pode não parecer, mas elas podem revelar muito sobre nosso estado de espírito e personalidade. Não é à toa que a Cromoterapia é reconhecida pela OMS desde 1976. E nossa casa, como uma extensão do nosso corpo, também sofre esta influência. Por isso, hoje vamos falar sobre como harmonizar as cores do seu lar.

Comece pela fachada

A fachada é a entrada da casa, a primeira impressão para quem vê de fora ou para quem vai conhecer o seu lar... E como ”a primeira impressão é a que fica”, nada como ter uma aparência bonita e convidativa. As cores, então, devem seguir o seu gosto pessoal e o estilo do imóvel, ou seja, não tem necessidade de combinar com as cores dos ambientes internos. O que deve ser levado em conta nessa hora é a harmonização dos tons com as janelas, portas e portões.

Normalmente, a maioria das pessoas escolhe para a frente da casa paletas mais discretas, como beges e brancos, mas nada impede que você opte por uma opção mais vibrante, nem que seja somente em uma parte de um muro ou uma janela.

Ambientes Internos

Aqui, a cor das paredes deve harmonizar com os objetos decorativos e os móveis. Por isso, a montagem do ambiente deve considerar todos os itens presentes. Um lugar mais neutro, por exemplo, pode ganhar vida com almofadas coloridas, ou peças em tons mais fortes.

As cores também são uma forma de comunicação, já que nos remetem às memórias, aos cheiros e até mesmo à cultura de um grupo social. O verde, de tão ligado à natureza, nos remete ao cheiro de mata, por exemplo.

Não há problema em usar duas e até três nuances em um mesmo cômodo. Sabendo combinar, fica bonito e moderno. Mas, caso tenha dúvidas, hoje existem vários aplicativos que analisam a foto do ambiente a ser repaginado e oferecem dezenas de combinações de cores, fazendo com que você visualize na hora as ideias que tem em mente. Fácil e eficiente!

Mas, o que cada cor significa?

Como já introduzido, as cores têm o seu significado, influenciando até na saúde e estado de espírito do ser humano. Então, pense bem nos tons que irá utilizar. Mas tudo é questão de energia e gosto. Se quer usar vermelho, mesmo achando que essa nuance tenha um significado não tão bom, use!

O importante é que você sinta que o ambiente está a sua cara, e assim, se sentir feliz e à vontade no nosso cantinho preferido do mundo, que é onde moramos. Preparados para escolher?

Branco: simboliza tranquilidade. Por ser neutra, combina com qualquer tipo de decoração. Mas quando é usada em excesso, pode gerar desconforto nos moradores. O ideal é ser combinada com outras cores ou em ambientes como cozinhas, banheiros e corredores.

Verde: remete à natureza, dá a sensação de paz, relaxamento, esperança e frescor. Pode servir para decorar a sala de jantar ou de estar, mas atenção para não pesar demais na intensidade. Cores muito escuras podem trazer sensação de cansaço ao ambiente.

Vermelho: é a cor mais intensa que você poderá usar em uma casa, pois desperta inúmeras (e fortes) sensações nas pessoas. Justamente por isso, pode trazer alguns malefícios, como irritação, agressividade e aumentar a frequência cardíaca. Assim, utilize esta nuance em ambientes nos quais você passe pouco tempo, como quintal, jardim de inverno, corredores ou salas de visitas.

Roxo: é o predileto para decorar quartos e cantinhos para ler ou relaxar. Escolhidos mais pelo sexo feminino, pode dar a impressão de elegância e nobreza, mas trazer um certo desequilíbrio aos moradores se utilizado em grande quantidade, pois essa cor também remete a tristeza, saudade e melancolia.

Azul: a verdadeira cor da tranquilidade. É a favorita dos ambientes de trabalho que precisam passar essa mensagem, como clínicas médicas e odontológicas. Pode ser usada em todos os tipos de quartos, principalmente os de bebê. O tom mais utilizado nos lares é a azul: os mais claros para passar a sensação de calmaria e os escuros para trazer um ar de seriedade, pureza e confiança.

Amarelo: vai trazer muita alegria ao seu ambiente. Com uma grande carga de otimismo e felicidade, ela pode ser usada para decorar ambientes em que a família estará presente e unida, como quarto de brinquedos e salas de televisão. Mas escolha tons mais claros para suavizar o ambiente. 

Esperamos que as dicas de hoje possam ter colorido um pouquinho as suas ideias!