O termo “sustentabilidade” está em alta. Não só por que é moda, mas porque é uma necessidade do planeta. Ele é usado para definir ações humanas que visam suprir as necessidades, sem comprometer o futuro das próximas gerações. Está relacionado, basicamente, ao desenvolvimento econômico, social e ambiental – agir sem agredir o meio ambiente e usar os recursos naturais de forma inteligente.

Podemos aplicar esses conceitos em nosso dia a dia. Com pequenos gestos fazemos grandes mudanças: economia de água (fechar a torneira enquanto lava a louça, toma banho, escova os dentes), economia de energia (apagar a luz de casa quando não há necessidade de usá-la), moderação no consumo (não comprar demais e doar roupas/utensílios que não usa mais), reciclagem e menos geração de lixo (evitar o uso de descartáveis) e mais gentileza (manter relacionamento agradáveis e se preocupar com o próximo). É um círculo positivo!

Esse conceito tem se expandido para diversos ramos de negócios, entre eles o de arquitetura e decoração – que é a nossa praia. Muitos projetos são elaborados desde o início, procurando otimizar recursos, como casas e edifícios que utilizam energia renovável (com telhas especiais para isso), aquecimento solar (para torneiras) e água de reuso (com a implementação de sistemas).

Mas já que não é fácil reformar de uma hora para outra, é possível, pelo menos, implantar uma decoração mais sustentável no nosso lar e até mesmo no local onde trabalhamos, sabia? Dê novas funções para objetos que se tornariam lixo, por exemplo. Cones, caixotes de feira, garrafas, frascos e caixas podem participar da decoração de forma muito criativa. Mas como fazer isso? A gente te mostra! Confira nossa seleção com algumas ideias:

camesa_blog1.png

Repare: todos os itens das imagens acima iriam para o lixo se não fossem reaproveitados. Mas com uma boa dose de criatividade e pesquisa de imagens é possível ter ideias de como reaproveitar tudo!

Quer mais uma mãozinha? Inspire-se, também, nas sugestões do canal Organize sem Frescura: