Feng Shui na sua casa

A técnica milenar chinesa, o Feng Shui, estuda os efeitos das energias do ambiente – natural e construído – sobre as pessoas, sua saúde, seus relacionamentos e prosperidade. De acordo com a ciência, todos os seres que compõem o universo devem estar em harmonia. Assim, a técnica aponta algumas medidas para captar o fluxo das boas energias geradas pelo ambiente e usufruir disso no cotidiano. Confira as dicas que temos para cada ambiente de sua casa!

Hall de entrada

Mantenha esta área livre e desimpedida. No feng shui, o hall de entrada tem influência no caminho da vida. Se a primeira coisa que vê quando entra em casa é bagunça, os níveis de energia baixam. Arrume os sapatos que possam estar espalhados pela entrada, organize o correio, guarde apenas o que realmente precisa. Não tenha nada que impeça a abertura total da porta, isso bloqueia a energia no espaço.

Escritório

Trabalhar rodeado de papéis e confusão não é benéfico para ninguém. Tenha um lugar específico para tudo e mantenha as coisas no lugar: será mais fácil encontrá-las quando precisar. Se tem o hábito de apontar tarefas em post-its, passe a escrever tudo numa agenda ou num bloco de notas: assim evita ter vários papéis espalhados. Trabalhar numa mesa organizada e limpa aumenta a criatividade, a produtividade e a satisfação com o trabalho.

Quarto do casal

Guarde os sapatos, acessórios e carteiras nos respetivos lugares. Mantenha os sapatos que usa e estão em bom estado, deixe o resto fora. Separe a roupa que já não usa mas tem guardada "em caso de". Se não usou uma peça nos últimos dois anos, venda-a, troque-a ou doe. Não guarde roupas apertadas na esperança de perder peso. Limite-se ao presente. Evite ter tralha debaixo da cama: influencia a qualidade do sono. Se tiver gavetões, guarde apenas roupa lavada e bem arrumada, nunca sapatos.

Quarto das crianças

Guarde os brinquedos, livros, cadernos, sapatos, entre outras coisas, nos respetivos lugares. Retire as coisas que não pertencem ao quarto. Certifique-se de que tudo tem um lugar próprio e ensine as crianças a guardar os seus objetos nos respectivos lugares e a manter o quarto arrumado.

Sala de estar

A sala é o ponto de encontro da família, o local onde recebemos as visitas. Como tal, devemos ter um cuidado especial com esta divisão: deve estar sempre impecável. Uma sala desarrumada ou com muitas coisas pode ser tão desconfortável como uma sala vazia. Retire aquilo que está apenas ocupando espaço e  incomodando; deve deixar espaço entre os móveis para que as pessoas possam circular sem tropeçar em nada. Se não tem espaço nem para mais um livro nas prateleiras, aproveite para doar alguns à biblioteca, vender ou trocar alguns com amigos. Agarrar-se aos velhos livros impede o espaço para novas ideias.  

Cozinha

Na cozinha é importante ter tudo funcionando, se desfaça dos eletrodomésticos deixados de lado por falta de uso. Uma das regras do feng shui é nunca ter em casa coisas estragadas ou quebrados. Quando tiver um eletrodoméstico quebrado, mande consertar o mais depressa possível, veja se tem arranjo, se compensa ou se vale o investimento de  comprar um novo. O mesmo com objetos partidos: se alguma coisa precisa ser consertada, está perdendo energia. Deve ser reparada ou substituída.

Banheiro

É importante manter o banheiro e lavabo sempre arrumado e limpo. Recolha a roupa espalhada e coloque-a no cesto da roupa suja. Se for necessário, troque as toalhas. Esvazie o lixo se for necessário, não deixe acumular.

Spa em casa

Já reparou que quando tiramos um tempo só para nós, seja para relaxar, cuidar da beleza ou bem-estar do nosso corpo, a sensação é de alma renovada e auto estima lá em cima? Isto acontece porque todo mundo gosta de se sentir bonito e bem tratado, como se tivesse acabado de sair de um spa! Então, porque não criar você mesma o seu dia de beleza? Aproveite as dicas e saia divando por aí!

Prepare-se

Você precisará de umas horas só para você, então, se tiver filhos, marido ou namorado, dê um jeito de encontrá-los só mais tarde. Deixe as crianças com os avôs, libere o namorado para o futebol e desligue o celular. Este momento é só seu.
Enquanto se planeja, faça uma playlist com suas músicas prediletas para escutar no dia, e se preferir, dê à casa um toque especial: acenda velas no banheiro – o jogo de luz e sombra das chamas são extremamente relaxantes. Se forem aromáticas, escolha as de camomila ou erva doce, que também possuem efeito tranquilizante. Caso esteja muito inspirada, substitua algumas lâmpadas comuns pelas de coloração azul ou verde, que significam paz interior e equilíbrio. E claro, separe o seu roupão e as suas toalhas mais felpudas e macias!
 
Chegou o dia!

O ideal é que você comece de manhã, umas 9h. Tome um café gostoso, mas de baixa caloria. Que tal pão integral, suco de frutas e queijo branco? Se tiver oportunidade, vá caminhar. Não precisa forçar o ritmo: realize um percurso que lhe permita expulsar toda a energia negativa acumulada e receber somente bons fluídos. Sinta o sol na pele, o cheiro de mato ou de mar (se mora perto de um parque ou da praia), vá pensando em coisas boas e respirando lentamente. É como se você pudesse desintoxicar sua mente.

Chegando em casa, inicie o ritual de beleza tomando o melhor banho da sua vida! Sabe aquele sabonete que você ama mas tem dó até de usar? Hoje não tem desculpa, o banho será com ele! Se quiser, use algum óleo no chuveiro - os de laranja são energizantes! E se tiver banheira em casa, nem preciso dizer para encher a mesma com sais de banho e se deliciar enquanto ouve os seus sons prediletos! Atenção à temperatura da água, que deve estar morna (e não quente) e ao desperdício! Não gaste sem necessidade, ok?

Ficando ainda mais bonita

Vamos começar pelo cabelo!

Você pode utilizar a sua máscara predileta para hidratar os fios ou seguir este procedimento: aqueça 1 colher de sopa de óleo de macadâmia ou argan no micro-ondas por 15 segundos (em um recipiente compatível para uso em mico). Depois, espalhe o óleo na mão e aplique-o mecha a mecha nos fios, concentrando-se mais nas pontas. Envolva a cabeça em uma toalha umedecida em água morna e aguarde 30 minutos. Após, enxágue bem as madeixas e lave-as com o seu xampu e condicionador prediletos.

Enquanto o produto age no cabelo, cuide do corpo: faça uma esfoliação completa, que é ótima para remover as células mortas e deixar sua pele macia e aveludada. Há bons esfoliantes no mercado, mas se preferir o modo natural, siga esta receita: misture ½ xícara de chá de açúcar mascavo, 2 colheres de sopa de mel e 1 colher de sopa de aveia. Passe por todas as áreas, dando atenção especial aos pés, cotovelos e joelhos, que são as regiões mais ásperas do nosso corpo. No rosto, amasse 2 morangos, acrescente ½ maracujá e 1 colher de café de aveia. Aplique na região em movimentos circulares e suaves, de baixo para cima. Essa combinação possui alta quantidade de vitamina C, que é antioxidante e ajuda até a remover manchinhas na pele. Já pensou que arraso? Depois enxágue o corpo e aplique o seu hidratante favorito.

Com o rosto limpinho, aplique uma camada de mel de uma forma homogênea em toda esta área. Deixe agir por 20 minutos e retire com água gelada (que fecha os poros).

Após aplicar a máscara, prepare um escalda pés: 2 litros de água morna, essência de lavanda, 3 colheres de sopa de azeite e 2 de sal grosso. Mergulhe-os nessa mistura por 15 minutos, de preferência sentada em sua poltrona favorita e relaxando...Depois, é só lavar os pezinhos e aplicar mais uma camada generosa de hidratante neles.

Este é o passo final: após todo este ritual, você vai relaxar. Deite na sua cama (deixe o quarto bem bonito, com uma colcha que valorize o ambiente um jogo de lençóis bem macio – você merece!) e faça o que quiser: assista um episódio de sua série predileta, aquele filme que mora no seu coração, termine de ler o seu livro de cabeceira ou simplesmente esqueça da vida por uns momentos, essa é a hora de se entregar à paz.

Ah! Lembre-se que durante este tempo nada de comer besteiras: tome muita água, chá verde ou água de coco. Na hora do lanche, eleja frutas, iogurte natural ou castanhas. Já durante o almoço, mix de folhas, legumes grelhados com uma proteína magra. E, finalmente, pense sempre que a beleza vem de dentro para fora, então, esteja bem com você mesma que isso reflete em tudo que você faz!
 

Cuidados com o enxoval do bebê

A chegada de um bebê muda a rotina do lar! A alegria é imensa, mas quem imaginaria que um ser tão pequenino pode fazer a quantidade de roupas a serem lavadas aumentarem tanto? Acredite ou não, mas o enxoval do recém-nascido exige atenção especial já durante a gravidez... O cuidado deve ser extremo porque a pele dele é bem mais sensível que a nossa, então, para evitar probleminhas chatos, como uma dermatite no seu filhote, siga as dicas abaixo:

● Lave todas as roupinhas antes do bebê nascer, até o 8º mês de gravidez. Afinal, depois que ele nascer, não sobrará muito tempo para este tipo de atividade;

● As peças devem ser lavadas com sabão neutro ou coco por não possuírem perfumes nem ácidos em sua composição;

● Atenção ao enxágue: mesmo utilizando produtos mais neutros, enxágue bastante as roupinhas, não deixando nenhum vestígio de produto;

● Primeiramente, lave todas as peças à mão. Utilização da máquina somente após o 3º mês de vida;

● Quanto às roupas de cama, as mesmas devem ser trocadas no máximo 1 vez por semana e sempre que houver imprevistos. Lave-as com sabão líquido – existem marcas no mercado que são hipoalergênicas e próprias para lavar as roupinhas deles, então, pode utilizar sem medo;

● Se as roupas estiverem muito sujas ou manchadas, esfregue bem a área mais danificada e deixe de molho em sabão neutro por pelo menos 2h. Depois, pode lavar normalmente;

● Nunca se esqueça de separar as peças por cores e tecidos – atenção também às roupinhas mais delicadas, com bordados ou rendas, por exemplo. O ideal é que estas sejam sempre lavadas à mão, mas se precisar colocar na máquina, coloque-as dentro de uma fronha ou saquinhos especializados para esta função, encontrado facilmente em supermercados;

● Não seque as peças ao sol, elas podem desbotar. Dê preferência a um local com meia sombra, mas arejado;

● Secadoras também não são muito recomendadas, já que as mesmas podem encolher ou deformar algumas peças.

● Ah! Não esqueça de se atentar à etiqueta das roupas, elas podem conter instruções de lavagem/secagem importantes;

● E fique atenta se estas etiquetas também não irritam a pele do seu filho. Se for necessário, corte-as com tesoura bem rente à costura.

●     A última dica é que a Camesa tem várias peças lindas para o enxoval do seu pimpolho, como mantas, cobertores, toalhas e babadores. Que tal dar uma conferida?

E claro, não esqueça de adicionar em todo esse cuidado muito amor e carinho, que seu bebê merece e precisa. Isso é sempre o mais importante!

Combinando cores

As cores sempre tiveram uma forte representatividade em nossas vidas. Pode não parecer, mas elas podem revelar muito sobre nosso estado de espírito e personalidade. Não é à toa que a Cromoterapia é reconhecida pela OMS desde 1976. E nossa casa, como uma extensão do nosso corpo, também sofre esta influência. Por isso, hoje vamos falar sobre como harmonizar as cores do seu lar.

Comece pela fachada

A fachada é a entrada da casa, a primeira impressão para quem vê de fora ou para quem vai conhecer o seu lar... E como ”a primeira impressão é a que fica”, nada como ter uma aparência bonita e convidativa. As cores, então, devem seguir o seu gosto pessoal e o estilo do imóvel, ou seja, não tem necessidade de combinar com as cores dos ambientes internos. O que deve ser levado em conta nessa hora é a harmonização dos tons com as janelas, portas e portões.

Normalmente, a maioria das pessoas escolhe para a frente da casa paletas mais discretas, como beges e brancos, mas nada impede que você opte por uma opção mais vibrante, nem que seja somente em uma parte de um muro ou uma janela.

Ambientes Internos

Aqui, a cor das paredes deve harmonizar com os objetos decorativos e os móveis. Por isso, a montagem do ambiente deve considerar todos os itens presentes. Um lugar mais neutro, por exemplo, pode ganhar vida com almofadas coloridas, ou peças em tons mais fortes.

As cores também são uma forma de comunicação, já que nos remetem às memórias, aos cheiros e até mesmo à cultura de um grupo social. O verde, de tão ligado à natureza, nos remete ao cheiro de mata, por exemplo.

Não há problema em usar duas e até três nuances em um mesmo cômodo. Sabendo combinar, fica bonito e moderno. Mas, caso tenha dúvidas, hoje existem vários aplicativos que analisam a foto do ambiente a ser repaginado e oferecem dezenas de combinações de cores, fazendo com que você visualize na hora as ideias que tem em mente. Fácil e eficiente!

Mas, o que cada cor significa?

Como já introduzido, as cores têm o seu significado, influenciando até na saúde e estado de espírito do ser humano. Então, pense bem nos tons que irá utilizar. Mas tudo é questão de energia e gosto. Se quer usar vermelho, mesmo achando que essa nuance tenha um significado não tão bom, use!

O importante é que você sinta que o ambiente está a sua cara, e assim, se sentir feliz e à vontade no nosso cantinho preferido do mundo, que é onde moramos. Preparados para escolher?

Branco: simboliza tranquilidade. Por ser neutra, combina com qualquer tipo de decoração. Mas quando é usada em excesso, pode gerar desconforto nos moradores. O ideal é ser combinada com outras cores ou em ambientes como cozinhas, banheiros e corredores.

Verde: remete à natureza, dá a sensação de paz, relaxamento, esperança e frescor. Pode servir para decorar a sala de jantar ou de estar, mas atenção para não pesar demais na intensidade. Cores muito escuras podem trazer sensação de cansaço ao ambiente.

Vermelho: é a cor mais intensa que você poderá usar em uma casa, pois desperta inúmeras (e fortes) sensações nas pessoas. Justamente por isso, pode trazer alguns malefícios, como irritação, agressividade e aumentar a frequência cardíaca. Assim, utilize esta nuance em ambientes nos quais você passe pouco tempo, como quintal, jardim de inverno, corredores ou salas de visitas.

Roxo: é o predileto para decorar quartos e cantinhos para ler ou relaxar. Escolhidos mais pelo sexo feminino, pode dar a impressão de elegância e nobreza, mas trazer um certo desequilíbrio aos moradores se utilizado em grande quantidade, pois essa cor também remete a tristeza, saudade e melancolia.

Azul: a verdadeira cor da tranquilidade. É a favorita dos ambientes de trabalho que precisam passar essa mensagem, como clínicas médicas e odontológicas. Pode ser usada em todos os tipos de quartos, principalmente os de bebê. O tom mais utilizado nos lares é a azul: os mais claros para passar a sensação de calmaria e os escuros para trazer um ar de seriedade, pureza e confiança.

Amarelo: vai trazer muita alegria ao seu ambiente. Com uma grande carga de otimismo e felicidade, ela pode ser usada para decorar ambientes em que a família estará presente e unida, como quarto de brinquedos e salas de televisão. Mas escolha tons mais claros para suavizar o ambiente. 

Esperamos que as dicas de hoje possam ter colorido um pouquinho as suas ideias!

Protegendo a casa e a saúde do frio

O inverno já está batendo na nossa porta, nos lembrando que é preciso redobrar os cuidados com a limpeza e organização da casa, já que esta época do ano é a mais propícia em relação às doenças respiratórias e alergias. Com dicas simples, você pode cuidar da sua casa e da sua saúde, driblando os problemas básicos e aproveitando só a parte boa dessa estação.

Deixe o ar entrar

No inverno, a tendência é fecharmos portas e janelas para que o frio não entre. No entanto, essa não é uma prática saudável, já que ambientes fechados são ótimos para a proliferação de bactérias e fungos.

Assim, tente deixar a casa aberta diariamente ao menos por uma hora, principalmente nos horários que o sol entra nos ambientes, já que ele é um ótimo aliado contra os ácaros.

Mantenha o ar úmido

No inverno, o clima seco é comum. Se você utiliza aquecedores elétricos em sua casa, a qualidade do ar piora bastante. Para sanar esta questão, umidificadores de ar são ótimos, além de serem portáteis e práticos. Outro caminho é a utilização de bacias com água espalhadas pelos cômodos, que aliviam bastante a sensação de secura. Mas limpe as bacias diariamente, para evitar mosquitos.

Faxina caprichada

Os ácaros são ótimos parceiros quando se fala em doenças de inverno, e para combatê-los, nada como uma boa e velha faxina, que deve ser feita em toda a casa. Procure não utilizar espanadores, panos secos e vassouras, que espalham ainda mais os agentes bactericidas. Substitua-os por panos úmidos e aspirador de pó. Para esterilizar o ambiente, a água sanitária é uma boa aliada.

Roupas limpinhas

Até as nossas roupas acumulam ácaros! Por isso, moletons, roupas de lã, casacos, gorros e afins precisam ser lavados toda semana. Além disso, aquelas peças que ficam guardadas o ano todo e que vestimos só no inverno precisam ser lavadas antes do uso na nova estação.

O mesmo vale para as roupas de cama e banho, que devem ser trocadas e limpas no máximo de 7 em 7 e de 3 em 3 dias respectivamente. Deixe-as secar ao ar livre (e não na secadora) pois isto evita proliferação de bactérias.

Aliás, secadora só se estiver aquele frio bravo que a roupa não seca de jeito nenhum! E aproveite a limpeza nos armários  vasculhar os armários para separar artigos pra doação para quem precisa!

Manutenção de tapetes e cortinas

Mesmo higienizados frequentemente, tapetes e cortinas absorvem pó com mais facilidade que outros móveis, portanto tente utilizá-los o menos possível na estação mais fria do ano. Se não der, afinal tapetes e cortinas são ótimos isolantes térmicos, uma alternativa é lavá-los a cada 15 dias em lavanderias especializadas. As mantas e almofadas para sofá também precisam dos mesmos cuidados, não se esqueça!

Comer só na mesa

Neste frio, a tendência natural do ser humano é se encolher sob os edredons. Quem não gosta de um bom filme com direito à pipoca e chocolate na cama? No entanto, nem sempre é bom levar alimentos para a cama, já que muitos insetos são atraídos pelas guloseimas. Então cuidado com essa prática.

Cuide dos pets

Nossos animaizinhos sofrem muito com o frio: mantenha a frequência de banhos, porém escolha dias de sol e evite deixá-los com excesso de pelos, que aumenta a quantidade de ácaros e causa alergia. O ideal é que eles sejam mantidos em ambientes arejados, longe da umidade, pois isto pode causar fungos no seu mascote. Cobertores, roupinhas, casinhas e caminhas dos pequenos também necessitam de cuidados, devendo ser limpas ao menos 2x por mês. 

E das plantas também!

Nessa época, dependendo da espécie da sua planta, ela pode queimar ou até mesmo morrer. Evite deixá-la exposta ao vento ou chuva excessiva e, se possível, coloque-a em abrigos ou dentro de casa. Uma boa dica é acrescentar húmus ao vaso, pois servirá de isolante térmico para a raiz. 

Não tem muito segredo, né? E o melhor: com a saúde em dia, a grana que seria gasta com remédios dá para comprar uma manta linda e se aquecer no inverno!